RSS

Extra Extra Extra

O livro do "CURRAL DA MULA" será apresentado no dia 8 de Dezembro pelas 21h30 no Hotel Solverde onde será servido um Porto de Honra, cortesia do nosso Presidente da Assembleia Geral, Dr. Manuel Violas
O livro será editado pela Gailivro, a quem na pessoa do Prof. Carlos Letra endereçamos os nossos agradecimentos pelos trabalhos de recolha de textos e edição gráfica, para além de outras cortesias.
A noite será marcada pela reconhecimento público que iremos fazer ao Pedro, á Xana e ás Mini Mulas na pessoa da Nini, pelo seu desempenho na Gala realizada a 5 de Outubro no Casino Solverde.

Relações e compromissos

Descobri que tenho uma parte de mim que é mulher. Enquanto os homens preferem uma relação, as mulheres preferem um compromisso.

Fácil e perigoso

Descobri que é mais fácil enganar uma multidão que uma pessoa e isso torna-me muito perigoso.

Anedota

Um Alentejano vem à capital para um exame periódico de saúde.
-Você bebe?
- Dois ou três copos de vinho às refeições e um uisquinho à Noite
- Fuma ?
- Dois charutos por dia.
- E ... quanto a sexo ?
- Duas ou três vezes por mês.
- Sóóóóóó !?!?!? Com a sua idade e a sua saúde ? Mais velho sou eu e chega a ser duas a três vezes por semana.>
- Poisssss ... só que vossemecê é médico em Lisboa e eu sou padre em Aljustrel ...

Anedota

O médico, depois de ver a história clínica do paciente, pergunta:
- Fuma?
- Pouco.
- Faz bem. Quanto menos melhor. - Bebe?
- Pouco.
- Ainda bem. - Pratica desporto?
- Não posso. Tenho lesões antigas.
- Pois, é pena. - E sexo, pratica com frequência?
- Muito pouco.
- Isso é que não pode ser. Se não pratica desporto, deve compensar fazendo muito sexo. Vá para casa e pense bem nisso...
Ele foi para casa, contou à mulher o que o médico lhe tinha dito e, de seguida foi tomar um banho. A mulher, esperançosa, enfeita-se, perfuma-se, põe o seu melhor baby-doll e fica à espera dele, numa pose toda provocante.
Ele sai do chuveiro, perfuma-se cuidadosamente, começa a vestir-se, e a mulher, surpreendida, pergunta: Aonde é que vais?
- Não ouviste o que o médico me disse?
- Sim, por isso mesmo estou aqui, já prontinha para... tu sabes! Então ele responde: - Ah, Francisca, Francisca, lá estás tu outra vez com a mania dos remédios caseiros...

Velhos. são os trapos

São muitos, os velhos, em Portugal. Oitocentos mil. Há quem use a palavra idosos, mas eu não gosto. Prefiro velhos. Idosos nem sequer é um eufemismo, é uma etiqueta. É uma palavra sem afecto, sem valor para além do que significa, nua e cruamente, uma pessoa com "bastante idade".
O Público pôs alguns destes muitos milhares a falar de um sonho possível e quase todas as respostas vão dar à dor, ou antes, a uma dor: à solidão, à doença, à falta de dinheiro para enfrentar os altos custos da idade, à fragilidade. Alguns, ainda têm força para sonhar um sonho realizável, como fazer uma viagem.
Pergunto eu : E então não é o sonho que comanda a vida?

Something beautiful

I wanna make
Something beautiful
For you and from you
To show you
To show you
I adore you
Oh you

And your journey
Toward me
Which I see
And I see
All you push through
Mad for you
And because of you

Sinead O'Connor

O corpo e a alma


Ladrão que rouba ladrão


Se me roubas 5 dias na semana, que esperas em troca?

Quando foi ?



Quando foi a última vez que fizeste alguma coisa pela primeira vez?

Anedota

Uma velhota, durante a missa, inclina-se e diz ao ouvido do marido: - Acabo de soltar um peido silencioso. Que achas que deva fazer? Responde o velho: - Agora nada. Mas quando sairmos, vamos comprar pilhas novas para o teu aparelho auditivo...

Porreiro, pá !

Somos 10 milhões de Portugueses. 2 milhões são pobres.

As nossas metades

Quando digo que gosto muito de ti , metade é meu porque o digo, a outra metade é tua, porque a ouves.

Medo

Para quem tem medo, tudo são ruídos.


Sófocles

Gailivro


No ambito das comemorações do 25º aniversário a apresentação do livro "Curral da Mula" será em Dezembro em data a anunciar e por deferência do Prof. Carlos Letra, será no auditório da Gailivro em V.N. Gaia. Cada livro terá o custo unitário de 5 euritos, que reverterão para uma instituição de solidariedade social. O auditório tem 80 lugares sentados, mas tudo faremos para no mínimo o preencher com uma centena de amigos.


Pensem bem, o livro pode ser uma excelente prenda de Natal, para oferecer aos nossos amigos, e baratinha, não acham?


Aproveitaremos a oportunidade para homenagear a Xana o Pedro e as Mini Mulas pela colaboração e empenho que tiveram na Gala que levamos a efeito.

Palavras

Acontece por vezes ouvir-mos as palavras certas, da boca errada.

PA

Sei que precisas de desabafar, mas não queres falar. Sei o que me queres contar, mas ainda não tiveste coragem. Sei que vais conseguir, não te vou forçar. Sabes que gosto de ti mas quem elege o confidente é o confessor. Eu poderei ser o cofre dos teus segredos, se tu quiseres falar. PA Queres falar? E se fossemos jantar a sós os dois esta semana?

Preciso de Garagem

Preciso de alugar uma garagem de preferência individual em Espinho. Dão-se alvíssaras a quem a encontrar. Ligar para 916616772 ou 917527374.

Tátan

O Jonathan tirou a carta de condução. Parabéns colega. Agora é pegar no carro do papá e fazer uns risquitos mas sempre sem alcool. Ok, Tátan. Boa estadia em Lamego.

Agenda

O HRS ligou-me. Vamos almoçar na terça feira, para pôr a escrita em dia. Comandante, lá estaremos no Lux.

Ovos moles

O RB hoje está feliz, já comeu uma barriquinha de ovos moles e telefonou a dizer que já vem a caminho, muito mais aliviado, presumo eu. Bom fim de semana RB.

Seropositivo

O JC ligou-me a dizer que tinha ouvido a entrevista na TSF e que tinha gostado. Disse-me ainda que não me considerava um seropositivo. Agradeci com um sorriso. Nunca te justifiques. Os amigos nao precisam e os inimigos nao acreditam. Foi uma surpresa agradável a tua chamada, a melhor forma de começar o fim de semana. Obrigado JC.

O Bluff

O "bluff" configura uma estratégia de alguém que não tendo o que queria, tenta insinuar que tem mais do que o que possui. O "bluff" só resulta quando as outras partes estão inseguras ou têm pouca experiência. O "bluff" é o espelho de uma personalidade tortuosa que não tendo um bom jogo recorre a expedientes para lançar a dúvida nos outros. Só que não resulta com todos e invariávelmente acaba como aquela história do "Acudam, acudam, aí vem lobo"...

Laranja espremida

Sexta-feira fui almoçar com o meu amigo GT, o tal que me baptizou de Senador. Foi um almoço muito agradável, o qual irei retribuir brevemente. Gostei da tua expressão "laranja espremida" para classificar um "artista" que fala fala, mas não tem sumo nenhum. Nunca em tão pouco tempo, tantos foram promovidos á incompetência. Lembras-te daquela anedota " Deixa-os poisar".

Contra os canhões, marchar, marchar...

Viver rodeado de gente mal formada não é fácil e não abdicar de manter o seu rumo pode provocar turbulências e até lesões. A hipocrisia, a mediocridade e os "engraxadores bufos" a par da ingratidão definem um quadro de tensões, de insegurança e medo. O regime tudo permite, porque aprendeu a gerir em conflito e por isso o alimenta. A pide funciona. Os bufos, sáo premiados. Os nacionalistas andam de braço esticado a cantar o hino da mocidade portuguesa. Existe um senão, é que têm a memória curta e deviam saber como vão acabar. O segredo é resistir. O segredo é lembrarmo-nos que morreram muitos em Aushwitz mas os que sobreviveram ficaram cá para contar que " Há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não".

Permutas

Troco um café por uma boa risada, troco um cigarro por um bom beijo, troco uma mini por duas minis, o que não troco é os meus principios por três dinheiros.

Perfeição

No intimo de todos nós, existe a certeza de que não somos perfeitos, mas existe também o desejo de o sermos. No entanto negamos a pés juntos, qual Pedro, mesmo ouvindo a galo cantar três vezes. No mais recôndito do nosso íntimo se pudessemos seríamos perfeitos a todos os niveis. Tudo isso se releva, se aceitarmos os outros como perfeitos.

Sexta-feira

Ontem á noite a lua voava sobre a serra e hoje de manhã boiava sobre o mar, linda, majestosa, espelhando no mar um rasto de estrelas cintilantes. Nesta manhã fria e distante do mar, uma gaivota sobrevoa planando avenida abaixo indiferente ao bulício do trânsito. Aqui ao lado, como se fosse um santuário, nascem bébés a toda a hora, indiferentes aos acontecimentos do mundo onde vão viver. Tudo na vida tem beleza, o que se pergunta é como é que não temos tempo, para parar e a apreciar.

Revelação


Deus, revela-se nos pequenos pormenores.

As cartas que escrevemos

Escrevemos cartas ao Universo sobre aquilo que queremos

Escrevemos cartas de alegria aos nossos amigos

Escrevemos cartas aos nossos amigos sobre pessoas que nos fizeram e podem fazer mal

Escrevemos cartas aos nossos filhos sobre as nossas fases menos boas

Escrevemos cartas aos nossos pais de gratidão

Estamos constantemente a enviar cartas, mentalmente, ao nosso amor dizendo:

Amo-te, Gosto de Ti! :):):)

Ao meu Amigo

video

Alfandega

A fronteira entre a tristeza e a felicidade onde se situa?

Ensaia um sorriso
e oferece-o a quem não teve nenhum.
Agarra um raio de sol
e desprende-o onde houver noite.
Descobre uma nascente
e nela limpa quem vive na lama.
Toma uma lágrima
e pousa-a em quem nnca chorou.
Ganha coragem
e dá-a a quem não sabe lutar.
Inventa a vida
e conta-a a quem nada compreende
Enche-te de esperança
e vive à sua luz.
Enriquece-te de bondade
e oferece-a a quem não sabe dar.
Vive com amor
e fá-lo conhecer ao Mundo

Mahatma Gandhi

Solidariedade activa


Luantimé


Era uma vez um rei. O rei tinha um castelo e só lá entrava quem ele deixava. O castelo era enorme, formado por grandes bloco de granito, portas cinzeladas a ferro e um fosso abissal de grande profundidade.

O rei vivia no castelo, nada lhe faltando, mas sentia-se só e triste, até que resolveu lançar um edital proclamando que casaria com a mulher com que viesse a sonhar naquela noite. O alvoroço no dia seguinte na corte, era enorme, todos queriam saber com quem sonhara o rei e com quem ele ia casar, mas o rei não se lembrava de nenhum sonho. Os dias e as noites foram passando até que o rei acordou a meio de uma noite e gritou "Queres casar comigo?" E ela respondeu: "Quero sim, meu rei e senhor".

Logo pela manhã o rei mandou procurar a mulher do sonho, mas dentro do castelo, ninguém correspondia á descrição feita pelo rei. O rei furioso ordenou que a procurassem por todo o reino mas em vão, até que um dia enquanto dormia voltou a vê-la e a falar com ela e lhe perguntou qual o nome dela e onde a poderia encontar porque queria casar com ela e ela respondeu-lhe; que se chamava Luantimé e que estaria todas as noites nos sonhos dele porque era o sonho mais lindo que tinha tido e que não queria acordar dele.

O rei, pensou, pensou, e disse-lhe; Luantimé, (significa, Lua a ti mesma, lua que iluminas) prefiro ser feliz a sonhar, do que infeliz acordado. ¨E marcaram casamento, numa linda noite de Lua cheia.

O rei voltou a sorrir e ainda hoje ninguém sabe porque voltou a sorrir e a ser feliz.

Cóceguinhas

Não deixes que te maltratem, não deixes que te magoem, não deixes de ser tu. Procura uma mão, procura um silêncio, procura um suspiro. Dá-me o melhor de ti, dá-me o "meu" sorriso e dá-me as cócegas que não existem sem ti.

Perdoa-me

Por vezes nos dilúvios cerebrais confundimos o sentimento de posse com o de pertença. Confesso que é um exercício que requer reflexão, para não cometermos injustiças, especialmente para com aqueles que amamos.

Cheirinho


Gosto de carregar baterias, de sentir a energia a fluir-me no corpo e o fervilhar de ideias a assaltarem-me. Gosto de me sentir activo, de ter uma passada larga, vincada, ritimizada. Gosto de respirar fundo quando a maresia me invade, mas do que gosto mesmo, é de ficar com o cheirinho do teu perfume nas minha mão, quando passeamos de mãos dadas.

Há sempre uma boa razão

JP Morgan dizia que o Homem tinha sempre duas razões para fazer algo; uma boa razão e a razão verdadeira. Em boa verdade a razão é como o iceberg, há uma parte que fica sempre invisível. Acontece que existem pessoas para as quais não temos pachorra. Para elas damos-lhe tolerância zero. Uma boa razão é que, simplesmente não estamos para as aturar, mas a razão verdadeira é que elas representam uma pequeníssima parte de nós, que detestamos em nós próprios.

Sms

Sempre que o sinal sonoro de sms do meu telemóvel apita, assalta-me a curiosidade do teor bem como do remetente, talvez por ordem inversa. Hoje na expectativa de receber um sms eis que ele acaba por chegar. No entanto instalou-se a frustração. O sms não era de quem eu expectava, era da Vodafone a dizer-me que já tinha o extracto disponivel no site deles.
Acabamos por dar conta que estamos sempre dependentes de pequenos nadas mas sem os quais já não conseguimos viver.
Como diz um provérbio tártaro "Que nunca tenhas de passar por tudo aquilo a que te possas vir a habituar"

O melro

O melro continua no "exílio". Náo dá sinais de vida, não manda sms, sabe-se lá o que andará a fazer e onde. É estranho, sentir a ausência dele, mas em simultâneo, também é um sentimento de saudade. Para todos os efeitos ele faz-me companhia durante largos meses ao contrário de muitos a quem ajudei profissionalmente e que agora se refugiam porque me tornei seropositivo para eles. O melro apesar de ausente está presente, ao contrário dos outros que estando ainda vivos, para mim já morreram. R.I.P.

Preocupação com o ensino dos alunos

En EE.UU. y en Francia se ofrecen fórmulas de enseñanza diferenciada para atender las necesidades específicas de chicos y chicas.

Las cifras lo prueban: entre los chicos hay más fracaso escolar que entre las chicas y más descontento con la escuela. Puede haber múltiples causas, pero no cabe duda de que el sistema actual no se adapta bien a los chicos. Para atender mejor a sus necesidades y acomodarse a la
maduración más lenta de los chicos, algunos países empiezan a ofrecer fórmulas de enseñanza diferenciada por sexos.

Actualmente, la tasa femenina de obtención de un título de estudios secundarios de segundo ciclo supera a la masculina en casi todos los países de la OCDE (87% para las mujeres frente a un 78% de los chicos del mismo grupo de edad). España es uno de los países donde la diferencia es más alta (quince puntos a favor de ellas), pero también hay otros países donde supera los diez puntos de porcentajea favor de las mujeres.

En Francia, la difundida revista Famille Chrétienne (21-09-2007) aborda las dificultades de los chicos en un reportaje de Florence Briére-Loth. El primer problema en muchos casos es la falta de modelos masculinos de referencia. Si en la familia es la madre sobre todo quien educa a los hijos, en la escuela la docencia está cada vez más feminizada: hoy el 80% de los profesores de liceo son mujeres.

Esto influye en el modo de plantear la enseñanza. Por su maduración más rápida, las chicas destacan más en la expresión oral y escrita, son más regulares en los estudios y más cooperativas. A los chicos, el tipo de enseñanza centrado en lo verbal, lo formal y alejada de lo
concreto, a menudo les aburre.

En las escuelas americanas también lo han notado. Un reportaje que acaba de publicarse en Christian Science Monitor (CSM) (20-09-2007) advierte que "cuando los chicos jóvenes llegan hoy al colegio, entran en un mundo dominado por maestras y administradoras, dado que el porcentaje de profesores masculinos en los colegios públicos de la nación es el más bajo de los últimos 40 años. Las chicas que están a su alrededor leen más deprisa, controlan sus emociones mejor, y están más cómodas con el énfasis de la educación actual en el trabajo en equipo y en la expresión de los sentimientos". En cambio, los chicos "apenas encuentran algo de la acción física o la competición que a menudo les gusta".

También el artículo sobre la situación francesa reconoce que los chicos van más rápidamente a lo esencial, están más a gusto en la acción y en el movimiento, aprenden mejor si pueden moverse, manipular, atenerse a lo concreto... pero se les pide que estén tranquilamente sentados escuchando, conforme a un modo de aprendizaje más femenino".

Por estas y otras razones los chicos tienen problemas para prestar atención en clase, son más propensos a sufrir problemas de desarrollo, y son más castigados por revoltosos. Como reacción, los chicos no siguen las normas y frecuentemente acaban por sentir aversión a la escuela.
Los chicos de familias de ingresos bajos son los que llevan la peor parte.

Gosto muito de ti


O meu amor, a minha amizade vai para além de sentir se sou correspondido ou não. O meu respeito é a fronteira. Os meus sentimentos são o passaporte. Quando digo que gosto muito de ti é porque também gosto muito de ouvir dizer que gostas muito de mim.

Só ama, quem conquista a pessoa amada várias vezes e até conseguir isso, há um caminho longo a percorrer.

A rejeição e o insucesso fazem parte da vida e é por essa via, que muitas vezes se abrem oportunidades para se chegar á felicidade. Gosto muito de ti.

Menstruação

Pelas minhas contas a menstruação deve vir no sábado, por isso já sabes o que podes contar no fim de semana. Andar menstruado também é apesar de ser um tabú, um acontecimento periódico entre os homens. Só que, custa-lhes a admitir e sobretudo a assumir.
Minhas amigas e meus amigos já sabem que a partir de sábado até á próxima quarta feira,(o meu per­odo é irregular, vai de três a cinco dias) vou andar menstruado por isso vão bater a outra porta, porque quero paz e sossego. Quando terminar o corrimento eu volto, prometo.

Queres falar?

Não se acorda azedo sem razão. O azedume advem de algo que nos arranhou na véspera e que apesar dos nossos esforços para o tentar menosprezar, tal não foi conseguido. O facto é que um dia azedo e ainda por cima cinzento pode ser o convite para um dia depressivo. A solução é fazer de conta que está sol e falar com quem te fez o arranhão para fazer o curativo. A vida depende sempre de duas pessoas e a principal és tu. Queres falar?

Os "bonzinhos"

Os que têm muito dinheiro praticam na generalidade o altruísmo, até porque lhes fica bem. São uma espécie de "bonzinhos". Os que têm pouco, são essencialmente generosos. Proporcionalmente dão muito mais que os outros, mas são tido como invisíveis.. Ambos têm espaço na sociedade que vivemos, apesar de uns terem visibilidade e os outros não.
Os holofotes da fama dão luz aos poderosos deixando as sombras para os generosos. O que eles não têm, nem nunca hão-de ter é o prazer de sentir aquilo que que só quem usa a generosidade sente. Ter prazer fazendo o bem, desinteressadamente.

Ovelhas e pastores


Por simples observação visual, qualquer um constata que a divisão do mundo entre ricos e pobres á uma realidade mas a descoberta pelos abastados de que dando uma migalha ao pobre este se lambuza todo, rouba á maioria a lucidez de lutar por mais educação, mais saude, mais justiça, mais igualdade de oportunidades e uma destribuição mais equitativa da riqueza.

Até aqui, nada de novo, desde a revolução industrial, ás lutas proletárias aqui e acolá vão acontecendo rupturas sociais, mas o poder económico tudo acaba por reconquistar.

O que me incomoda é ver na TV que a Bárbara Guimaraes só entrevista intelectuais, A Maria Flor Pedroso só entrevista pol­ticos que a Catarina Furtado só apresenta galas e espectáulos e ao povo dão como goluseima o Fernando Rocha e o Fernando Mendes.

Porque não põem a Bárbara Guimarães a apresentar o Preço Certo? Porque não põem o Fernando Rocha a entrevistar o Marcelo Rebelo de Sousa?

A resposta é simples. "O Povo não ia gostar". A resposta faz-me lembrar um episódio de infância. A mãe dizia para o filho "Come esta banana" e o filho respondia que não queria que não gostava. A mãe insistia e perguntava, "Já provaste?" e o filho dizia "Ainda não".

Um dia o povo pode acordar e ver que o andam a tratar como imbecis ou atrasados mentais. Sim mas nessa altura põe-se o povo no "ar" a dizer umas baboseiras e este enebriado pelo éter dos média, fica anestesiado por mais 50 anos. R.I.P

"Guerra"

Passa ás 2ª feiras na RTP 1 uma série documental intitulada "Guerra" que tenho acompanhado com muito interesse até porque pela primeira vez temos acesso ás duas partes em conflito. O que mais me impressionou foi a minha filha mais nova que tem 28 anos me ter interrogado se eu também estive em Angola com armas nas mãos e se matei alguém.
O programa como documento parece-me muito bom e é essa vertente que nos deve interessar, porque ao rever o documentário há feridas que continuam por sarar, há familias de um lado e de outro que ainda sofrem em silêncio e no esquecimento a dor maior que é perder um filho em combate e muitas familias deslocadas e que tiveram de refazer as suas vidas. Se puderem, sempre ás 2ª feiras depois do telejornal na RTP 1. Um programa de Joaquim Furtado.

Miminhos


Quando se é mimado é como se fosse um vício, fica-se dependente. Sente-se falta dos mimos. Claro que quem só quiser receber sentirá mais falta, porque até nos mimos para receberes tens de dar.

Se hoje ainda não deste ou fizeste "mimos" a alguém, não esperes que algum mimo te caia do céu. Receber mimos é muito bom, ser mimalho, não. Os mimos são como a relação entre a fome e a comida, se estiveres de estomago cheio, não queres mais, mas se estiveres com fome deles, são uma del­cia. Que tal uma massagem corporal integral

Anedota

Um elefante vê uma cobra pela primeira vez. Muito intrigado pergunta:
- Como é que fazes para te deslocar? Não tens patas!
- É muito simples, responde a cobra, rastejo, o que me permite avançar.
- Ah... E como é que fazes para te reproduzires? Não tens tomates!
- É muito simples - responde a cobra já irritada - não preciso de tomates,ponho ovos.
- Ah... E como é que fazes para comer? Não tens mãos nem tromba para levar a comida à boca!
- Não preciso! Abro a boca assim, muito grande, e com esta enorme garganta engulo a minha presa directamente.
- Ah... Ok! Ok! Mas então, resumindo, rastejas, não tens tomates e só tens garganta...
Só podes ser Chefe!!!

Curral da Porca

Para os amantes da F1

Não tentem isto em casa...

Barulho da Carroça

Certa manhã, meu pai convidou-me a dar um passeio no bosque e eu aceitei com prazer.- Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa?
Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:
- Estou ouvindo um barulho de carroça.
- Isso mesmo, disse meu pai. É uma carroça vazia ...
- Como pode saber que a carroça está vazia, se ainda não a vimos?
- Ora, respondeu meu pai. É muito fácil saber que uma carroça está vazia, por causa do barulho. Quanto mais vazia a carroça maior é o barulho que faz.
Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa falando demais, inoportuna, interrompendo a conversa de todo mundo, tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai dizendo: Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz...

Obsessão!

Há amar, há gostar e há obcecar!
E há homens que conseguem estar obcecados por uma mulher, uma dezena de anos , sem que tenham algum feedback, alguma esperançazinha, pelo contrário. Com todas as evidências no sentido oposto.
Bem, cada um tem a obsessão que quiser, ninguém tem nada com isso. Tudo bem.
Isto, até ao momento em que essas obsessões, para além do deslumbramento, da cegueira, teimosia, obscurecimento, entram na perturbação do outro, neste caso da mulher.
Perturbações que não são inocentes. Ou seja, calculistas, frias, cheia de redes, tramas e muito prejudiciais.
Essas obsessões são das tais que prejudicam e intentam prejudicar não só a nível profissional, como pessoal e sentimental o seu objecto obsessivo, chegando mesmo a intentar contra a integridade física.
É a tentativa de controlo absoluto.
Enfim, ditadores disfarçados!
E há cada um!!!

Senador americano


Hoje disseram-me que eu parecia um senador americano. Sei que foi uma tentativa de elogio e sorri acrescentando que me vejo frequentemente a discursar no senado. E se tivesse acesso ao Senado de que falaria eu? Das injustiças, das lutas por conseguir melhores condições de vida, das greves, da corrupção? Não, possivelmente, estaria a fazer um discurso inflamado sobre a felicidade e o amor.

Farmácia dos beijinhos

No limiar da dor, a dor de não se sentir amado, será a dor maior. Há dores que provocam frio, há dores que provocam suores mas as sensações de dor podem e devem ser aliviadas de todas as formas possiveis.
Lembram-se de dar um beijinho na perna dum filho para aliviar a dor de um arranhão?
Surgiu-me então a ideia de criar uma farmácia de beijinhos. Clara aceitas ser a directora técnica?

Cerciespinho

A Cerciespinho enviou-nos uma carta muito simpática, agradecendo o donativo que lhe entregamos. Para quem tem a responsabilidade social que lhe reconhecemos, mais não fizemos que a nossa obrigação de pessoas que se preocupam com os outros mais carentes. Nós é que vos agradecemos por nos substituirem no espírito de missão tão nobre como o vosso.

Campanha Eleitoral

Este fim de semana, fui abordado por um associado do clube perguntando-me se podia ser presidente do CM. Perguntei-lhe que idade tinha. Ele respondeu-me que tinha 9 anos e eu disse-lhe que no mínimo teria de ter 7 anos para ser presidente. Os olhos dele arregalaram-se. O Tiago Macedo Reis, para já é o único candidato. Perguntou-me se o Pedro era o meu braço direito e eu respondi que era o direito e o esquerdo. Ele retorquiu perguntando " então é ele que vai ser presidente?"Disse-lhe que podia ser mas que ele tinha que se candidatar como qualquer outro associado e apresentar um programa.
Por isso meus amigos o melhor é começar a organizarem-se porque o Tiago está a perfilar-se. Definitivamente o meu reinado está a chegar ao fim.

Faz um refresh

Faz um "refresh" á tua vida. Reinventa a forma de viver. Faz downloads do que realmente interessa para teres uma vida melhor. Delete todas as emoções que te perturbam. Modifica a tua atitude e o teu comportamento. Dá atenção ao teu sistema emocional porque ele funciona como o teu carro, se ele estiver afinado podes viajar sem problemas, caso contrário o mais certo será ele avariar na primeira curva.

Mudança da hora

Estou neste momento a escrever sem roupa interior, plagiando um anúncio radiofónico. Ora isto é uma não not­ícia. Quando estou a escrever não passa pela cabeça de ninguém a forma como estou vestido, nem isso é relevante para a notí­cia.
Notí­cia é escrever que com a mudança da hora, não há altura melhor para mudar tudo o que de errado há em nós. Não será melhor, acertarmos os relógios para ninguém se atrasar? Querem adiantar ou atrasar a hora? Nós é que escolhemos. O teu relógio é igual ao meu, a hora é que ainda não.

Afrodisíaco e bacoco

O poder é afrodisíaco e por isso mesmo, por vezes torna-se bacoco. O poder enebria e de tanto enebriar por vezes faz com fiquemos com o rabo de fora. O poder é como a paixão, temos a sensação que podemos fazer tudo e que ninguém nos vê, o que é claramente inverdade. Porém, o exercício do poder com classe tornou-se uma arte ao alcance de muito poucos, mas não ao alcance de todos. Daí, resultarem casos de sucesso e outros de fracasso. Apesar de tudo prefiro comer uns ovos de codornizes para ter acesso ao afrodisíaco, porque certo tipo de poder bacoco, faz-me nauseas.

Agenda

O meu roteiro cultural leva-me no dia 23 ao Centro de Congressos da Alfandega do Porto para ver a exposição antológica comemorativa dos 90 anos do Julio Resende. No dia 26 vou ao Coliseu ver um musical do Carlos T chamado Cabeças no ar e no dia 9 de Novembro também no Coliseu vai estar a Ópera em 2 actos "L'Elisir d'Amore" de Gaetano Donizetti.
Acreditem ou não já tenho dois jantares de Natal marcados. Por falar em jantares esta semana vamos marcar o jantar de encerramento das comemorações das bodas de prata do CM.

Aos que sonham

Aos que ficam, aos que resistem e aos que lutam, o meu abraço.
Aos que partem, aos que desistem e aos que deixaram de ter forças para lutar, a minha compreensão.
Aos que acreditam, aos que sonham e aos que tudo fazem para vencer, o meu beijo.
Aos que não são felizes, aos que não têm coragem e aos que se resignaram, o meu ombro.
Aos que não pedem ajuda, aos que nada respeitam e aos que não sabem amar, o meu silêncio.
Aos que não ajudam, aos que não olham para ver e aos que deveriam ter coragem para mudar de caminho, o meu grito.
Aos que espezinham, aos que maltratam quem os rodeia e aos pobres de esp­rito, a minha revolta.
Aos que sendo pequenos se julgam grandes, aos que sendo tiranos se julgam deuses e aos lançadores de calúnias, a minha indiferença.
Aos que se arrependem, aos que perdoam e aos que sabem perdoar, o meu amor.

Era uma vez

Era uma vez um menino que chorara a primeira vez no dia em que foi ungido com o orvalho sacudido pela brisa matinal. Entretanto o menino fez-se homem. Acordou um dia em que os raios do sol difusos por entre ramos e névoa matinal atingiram o seu olhar e compreendeu que se a luz fosse excessiva ele não conseguiria ver. Então agradeceu também á névoa e aos ramos das arvores, e ás pedras do caminho que o faziam tropeçar, porque isso fazia com que se tornasse mais atento aos caminhos que percorria.
DaRose

Rabugentas

Porque envelhecem rápidamente e se tornam as pessoas em rabugentas e morrem insatisfeitas?
Porque passam a vida a fazer coisas que lhes resultam em tensões, infelicidade e doenças. Trabalham no que não gostam para ganhar a vida e perdem-na.
Não são felizes, ponto final, parágrafo.

...


Horas, horas sem fim,
pesadas, fundas
esperarei por ti
até que todas as coisas sejam mudas.
Até que uma pedra irrompa
e floreça.
Até que um pássaro me saia da garganta
e o silêncio desapareça.

Eugénio de Andrade

AMO-TE


Amo como ama o amor
Não conheço nenhuma
Outra razão para amar,
Se não amar,
Que queres que te diga,
além de que te amo
Se o que quero dizer-te
É que te amo?

Fernando Pessoa

Há coisas inscriveis não há ?

Koice

O Herman ligou para agradecer a forma como foi recebido, mas sobretudo para nos dizer que o Koice dele fica na sua sala de estar como forma de reconhecimento pela simpatia como foi recebido e porque ficou sobretudo muito impressionado pelas capacidades da Xana e do Pedro.
Que os Koices estejam com ele, porque as mulas estão no meio de nós,

Jornal "A Defesa de Espinho"

Publicou o Jornal "Defesa de Espinho" uma extensa reportagem sobre as bodas de prata do CM. Para o Jornal e para o Manuel Proença, o nosso obrigado.

86º Aniversário do Queridinho



Palavras para quê? Que continue com o seu espírito "queridinho" para que o passamos "gozar" o tempo que Deus quiser. Parabéns do Curral em peso.
O Pedro no seu Koice diz ..."Em linguagem queridinha deve ser, se não me engano nas contas, 30918 dias."
Nota da Redacção: O Queridinho vai conferir se as contas do Pedro estão certas.

Atenção!

Atenção a alguns amigos, colegas e/ou colegas antigos da faculdade.

O que eram, há uns bons anitos atrás, não é o que são agora. Tal como nós, passaram por outras experiências, vivências e tiveram outras amizades com quem criaram e tiveram compromissos e valores diferentes. E hoje para além de haver a possibilidade de nos invejarem a nível profissional, pode haver a infeliz coincidência dessa inveja se estender a outros níveis.

Sabe-se que a subserviência não é sinónimo de lealdade, mas com o tempo, subestimamos a raiva e a agressividade que estão por trás, e de que acções camufladas ela é capaz.

Psicologias...

Acho que tem muito a ver connosco...

C.M. - Entrevista do Presidente na TSF

Reprodução da entrevista que o nosso presidente deu à TSF, no passado dia 11, sobre o Curral da Mula.

Nós estamos lá...

(é uma entrevista com aproximadamente 40 minutos, pelo que dependendo do tipo de acesso à rede que estão a utilizar, pode demorar um bocadinho a carregar - mas vale a pena :)

RAZÃO


Há sempre uma razão para viver
Podemos elevar-nos acima da ignorância,
podemos olhar o nosso reflexo como o de
criaturas feitas de perdição e inteligência
e talento.
Podemos ser livres!
Podemos aprender a voar!

Fernão Capelo Gaivota

HAJA O QUE HOUVER


Haja o que houver,
Eu estou aqui.
Haja o que houver
Espero por ti.
Volta no vento
Ó meu amor,
Volta depressa por favor.
Há quanto tempo
Já esqueci
Porque fiquei
Longe de ti
Cada momento
É pior
Volta no vento,
Por favor.
Eu sei, eu sei,
Quem és para mim.
Haja o que houver
Espero por ti.

Madredeus

Gala


O Pedro ensina o Tio Herman a apresentar Galas.

Gala


A Xana ensina o Tio Herman a dançar.

Gala


Susana Carvalho, Paulinha, Fátima e Jose Leitão em grande estilo.

Gala


A multifacetada Xana. aqui na versão de apresentadora. Porque ficaste em Espinho não sei, o que sei é que Nova York ia adorar-te.

Gala

O que dirá o Pedro , para por tanta mulher bonita a rir, não sei, mas que vai ter grande futuro junto delas, não duvido.

Postura de amor

É importante ter uma postura de amor. Dar atenção é amor. Dar um sorriso é amor. Dar um abraço é amor. Estar atento é amor. Partilhar é amor.

Dores de crescimento

As acções de desenvolvimento pessoal acabam invariavelmente no desenvolvimento espiritual. É verdade também que geralmente e só, já numa fase adiantada da vida se procura este desiderato. Porque será?

Canção

Quando estás ao pé de mim, fico na lua e só as estrelas sabem que sou tua.

Adelaide Ferreira

Reflexões

Se passas a vida a julgar constantemente o comportamento de pessoas, não terás tempo de as amar.
Se amares até sentires dor, isso pode não ser dor, sómente mais amor.
Em vez de questionares, quantas coisas boas fizeste na tua vida, pergunta quanto amor puseste em tudo o que fizeste.
Ser rejeitado, não amado, esquecido por todos, é pior das pobrezas.
Muitas vezes a vida não nos permite fazer grandes coisas mas podemos sempre fazer coisas pequenas com muito amor.
Madre Teresa de Calcutá

Ser feliz é uma decisão?

As razões que nos levam hoje a viver com a mesma pessoa, não são as mesmas que nos levaram a juntar a ela.

Renovar as paixões

É preciso renovar constantemente a paixão, é preciso renovar constantemente o conhecimento. Se eu quero ser feliz e amar cada vez mais o que acontecerá se eu aprender a odiar melhor.O certo é que quem quiser renovar as suas paixões, terá de regar o seu jardim interior e alimentá-lo e isso implica, vontade, responsabilidade e também algum esforço

Viver a morte

Viver a morte pode ser uma experiência pesarosa, lutar por viver a vida pode ser traumatizante. Em ambos os casos nunca se deve deixar de lutar. Em ambos os casos é ténue a fronteira que as une e as separa. O que convirá acentuar é que em qualquer circunstância o importante é "apanhar" o jeito de lidar com estas experiências e isso fará com que nos tornemos inconscientes competentes, o que nos permitirá viver melhor a vida e a morte.

Nuances

A vida é fértil em nuances. A vida dá-nos muitas ilusões. A maior de todas elas é a de que podemos ser super homens ou super mulheres. Não raramente quando detemos o poder, seja económico, financeiro ou de posse, nunca temos presente que a pior das solidões é aquela que é vivida a dois e quando tomamos consciência disso, poucos têm coragem de abrir a gaiola para voltar a voar, porque ser feliz é coisa rara e o que importa é manter o status.
Nas nuances da vida há os que são infelizes assumidos ou não, os que são felizes não assumidos e os outros, aqueles com quem vale a pena viver.

Humor

Um homem foi ao médico para marcar uma consulta para a sua mulher: - Que problema apresenta a sua esposa? - Está a sofrer de surdez. Não ouve nada.
- Então o senhor vai fazer assim: Antes de vir com ela, pois só tem consulta daqui a 15 dias, vai fazer um teste para facilitar o diagnóstico; O senhor vai colocar-se a várias distâncias da sua esposa; Fala para ela normalmente e, quando vier, diz-me a que distância ela estava quando ouviu. Certo?
Nesse dia, à noite, quando a mulher estava a preparar o jantar, o marido lembrou-se então de fazer o teste; Mediu a distância que estava em relação à mulher.e pensou (estou a 15 metros de distância, vai ser agora)
- Maria... o que é o jantar?....Nada. Silêncio; Aproxima-se a 10 metros. - Maria... o que é o jantar?....Nada. Silêncio; Fica à distância de 5 metros: - Maria... o que é o jantar?....Nada Silêncio; A 1/2 metro das costas da mulher volta a perguntar: - Maria! O que é o jantar? - Foda-se, é frango, porra! És surdo ou quê! É a quarta vez que te respondo!
Porque será que os homens acham que o problema está sempre nas mulheres ????
Luantimé : O teu stock de anedotas é fabulástico

Não digas ao que vens

Não digas ao que vens. Deixa-me adivinhar pelo pó nos teus cabelos que vento te mandou. É longe a tua casa? Dou-te a minha: leio nos teus olhos o cansaço do dia que te venceu; e, no teu rosto, as sombras contam-me o resto da viagem. Anda, vem repousar os martírios da estrada nas curvas do meu corpo - é um destino sem dor e sem memória. Tens sede? Sobra da tarde apenas uma fatia de laranja - morde-a na minha boca sem pedires. Não, não me digas quem és nem ao que vens. Decido eu.



Maria do Rosário Pedreira

Questão

Um autocarro com 7 miudas lá dentro. Cada miuda tem 7 mochilas. Dentro de cada mochila, tem 7 gatos grandes. Cada gato grande tem 7 gatos pequenos. Todos os gatos tem 4 pernas cada. Pergunta: Quantas pernas há dentro do autocarro?
Mail da Luisa

DOIS


Apenas dois.
Dois seres...
Dois objectos patéticos.
Cursos paralelos
Frente a frente...
...Sempre...
...A se olharem...
Pensar talvez:
"Paralelos que se encontram no infinito..."
No entanto sós por enquanto.
Eternamente dois apenas .

Pablo Neruda

AMÊNDOA AMARGA

...
Por ti morro e ninguém sabe
mas eu espero o teu corpo que sabe a madrugada
o teu corpo que sabe a desespero
ó minha amêndoa amarga

José Carlos Ary dos Santos

Procura
à tua volta, a amizade.
Eu não sei, mas desconfio
que tudo
até a rocha mais séria,
me sorri
se eu lhe sorrir.

A. Correia de Oliveira

O mundo de pernas para o ar

Ter um T2, onde podemos viver os dois, com vista para o mar, e um jardim...Um carro, com tecto de abrir (...)



Obrigado PP por me lembrares a música do Ricardo Azevedo

Magia

A realização de um sonho depende de dedicação. Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda a mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está. Na verdade, a ilusão é o combustível dos perdedores.

Deixa-os pensar

Pensem o que quiserem de ti, faz aquilo que te parece justo.





Pitágoras

Curral da Mula News

Como sabem o Prof. Carlos Letra está em vias de apresentar o esboço do nosso livro. Por sugestão do Pedro, que subscrevo, deixamos às nossas mulas e afins, a responsabilidade da escolha do nome de capa do livro. Portanto, façam favor de koiçar ou enviar mails para pamoreira@netvisão.pt ou tito@netcabo.pt. A direcção agradece. Mula que é mula, participa!

Gala


































Gala




Gala





































Gala